O DESCONHECIDO

Mateus 7:1-5

Os anciãos da igreja em Ascalom estavam reunidos. Depois duma oração do irmão Benjamim e uma leitura do irmão Zebulom passaram a conversar acerca de uma decisão que precisavam tomar - quem seria o pregador convidado para a conferencia anual a ser realizada em seis meses.

O primeiro nome a ser sugerido foi o de Pedro que na opinião do Sr. Elimeleque seria uma ótima escolha devido a sua habilidade comprovada na pregação da Palavra. Já o irmão Benjamim não concordou:

- Sei que prega bem, irmãos, mas devemos lembrar que não faz muito tempo que ele ficou meio frouxo naquela polemica que deu em Antioquia acerca de guardar a lei - Paulo tinha de resisti-lo na cara.

O irmão Elimeleque respondeu;

- Pois bem, Sr. Benjamim, se Pedro não servir, que tal convidar Paulo?

Esta sugestão já provocou um comentário por parte de Zacarias:

- Tudo bem, irmãos, mas o que vai acontecer se ele vier com aquele ministério acerca da posição da mulher na igreja? Entendem, não é que não concordo, afinal é a palavra de um apostolo, mas vocês sabem que tem uma porção de gente que ficaria ofendido. 

Mudando de assunto, Sr. Zebulom perguntou o que os irmãos acharam de convidarem João.

Sr.Zacarias não gostou desta idéia também:

- Não dá, vocês sabem que se convidarmos o João, o Diotrefes vai virar uma onça e é capaz de nunca mais voltar aqui para pregar.

Alguns irmãos presentes acharam que até faria bem para a igreja se Diotrefes não voltasse, mas nada falaram! Para acalmar os ânimos o irmão Zebulom falou de Aquila, um irmão sério e trabalhador.

Mas este Elimeleque vetou:

- A mulher dele dá palpite demais!

Marcos foi proposto, mas rejeitado devido ao fato que fracassou no ministério enquanto viajava com Paulo e Barnabé.

Timoteo parecia uma boa possibilidade, até que alguém lembrou do boato que era meio dado a beber vinho. Além disso, alguns o consideraram muito jovem para esta tarefa.

Apolo pregava melhor do que quase qualquer outro, mas também foi rejeitado. Comentaram que era recém- convertido e tinha muito a aprender. O fato que vários anos se passaram desde a sua conversão escapou a atenção de todos.

Não desejaram convidar Silas, pois tinha passado um tempo na cadeia. 

Trofimo também foi descartado - poderia ficar doente e cancelar na última hora.

- E Judas? Ele sabe doutrinar o povo de Deus; não é como muitos destes palhaços que hoje se vê nas plataformas.

Porém, esta idéia de Elimeleque foi rejeitada por Zebulom:

- Chumbo grosso puro! O que nós queremos na conferência é uma palavra de conforto e animo. Dizem que as últimas vezes que Judas ministrou em Cesárea, muitas pessoas se levantaram e saíram.

Barnabé, apesar de ser filho da consolação, não agradou. A discussão que teve com Paulo ainda era lembrada.

Assim a conversa prosseguiu, muitas vezes, dando voltas inúteis até lá pelas onze horas da noite, quando todos estavam cansados e desejosos de irem para casa.

Foi então que apareceu o nome de consenso - Matias. Era ideal. Seu nome constava na lista de obreiros, mas ninguém sabia nada a respeito de sua pessoa nem do seu ministério!

- J.C.J. (Idéia baseada num artigo lido muitos anos atrás)

Fonte: Lírio do Vale

 


Estudos Bíblicos